Um Fórum de RPG baseado no jogo Fate/EXTRA CCC da TYPE-MOON


    Sala da Biblioteca

    Compartilhe
    avatar
    SE.RA.PH.
    Admin

    Badges :

    Sala da Biblioteca

    Mensagem por SE.RA.PH. em Dom Fev 14, 2016 9:33 pm

    Relembrando a primeira mensagem :

    A biblioteca da Universidade possui um acervo de livros (físicos e digitais) de praticamente todas as eras, somado ao banco de dados coletado de fontes confiáveis da internet é garantido que irá encontrar o que precisa nesse lugar.

    "Mantenha silêncio e não atrapalhe os outros." - Você pode ler uma placa com os seguintes dizeres.

    Rotas:

    >>Interior da Universidade - Visão Geral
    avatar
    Enemy Monster
    Membro

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Enemy Monster em Sex Mar 03, 2017 1:57 pm

    O Monstro segurava o seu adversário pela face e então arremessava sem problemas, de forma que ele atravessava 4 pilastras que ali estavam posicionadas.


    "GUUUUUUUUUUUUAHHHHHHHHHHHHHHHHAAAHH!!!"

    O grito incompreensível da besta que ecoava pelo local e então sacava seu machado contra o seu adversário. Eram golpes rápidos e poderosos, mas seu oponente fazia o máximo para se proteger. 

    Um golpe acertava seu peito fazendo um grande ferimento / Ele lutava com tudo que tinha até cair
    Defesa era inútil, pois os golpes lhe partiam os ossos / A morte é apenas o jeito mais simples de escapar disso.
    Os gritos da sua mestra não o alcançariam / Patético é aquele que não cumpre com as palavras
    E mais uma vez era arremessado para longe / Isso é apenas seu castigo por ser fraco
    O monstro viverá / O fraco morrerá

    O fim se aproximava e após ele morrer, o próximo seria Hannabel.
    avatar
    Servant of Evil
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    395/395  (395/395)
    MP MP:
    265/265  (265/265)
    GP GP:
    225/225  (225/225)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Servant of Evil em Sex Mar 03, 2017 3:57 pm


    恐怖は現実の私たちが強い作るものです
    living in hell
    dream.

    A máscara que usualmente utilizava, encontrava-se completamente destroçada, mas ainda cobria seu rosto. O corpo, que costumava ser completamente belo e encantador, agora era coberto por feridas intensas e profundas que pareciam não ter mais solução, porém, ainda se mantinha de pé. Suas duas espadas, que carregavam o louvor da vitória na guerra, espalhando medo, antes brilhavam e tinham as lâminas mais afiadas de todo universo, no entanto, após aquela batalha, estavam prestes a quebrar, sendo apertadas fortemente pelo homem que se recusava a perder. Se recusava a desistir do que lhe era direito, e seus olhos provavam isso: as íris estavam raivosas, com furor e ira. Seu vermelho antes nunca havia sido tão poderoso, e no fundo deles, o fogo de batalhar para proteger ela, queimava.

    — SAIA! — gritou com todo ar de seus pulmões, exalando uma aura tão forte quanto a insana da besta, mas que era coberta por uma raiva evidentemente alta. Não podia deixar que ninguém a machucasse — Afaste-se dela! O único que deves enfrentar sou eu! — e no mesmo instante, o homem não esperou um segundo após falar para atacar, correndo em direção daquele enorme monstro que ameaçava a vida de ambos. Suas espadas foram erguidas para o céu, e com um movimento abrupto, estendeu ambas para o mesmo lado, começando a dar uma série de ataques alucinantes e violentos, que apesar da ferocidade, apenas eram capazes de afastá-lo para longe, sem causar grandes machucados como era esperado. E mesmo assim, não desistia. Os músculos de Timor podiam cair e seu ar podia se esvaziar por completo, mas nunca pararia. Tanto pela responsabilidade que carregava desde quando era menor, quanto por seus fieis guerreiros e por sua mestra.

    Foi quando sentiu aquele doloroso ataque pegá-lo de forma certeira. Os ossos estralavam em estrondos colossais de tamanho impacto que era quando o corpo do moreno chocava-se contra as pilastras, e com toda força de vontade que lhe restava, mantinha a sua pose e feição de não desistência. Tentava parecer firme, sem um pingo de suor. Mas seus dentes ainda ficavam trincados em um rugido furioso de dor, e sem conseguir conter, um urro mudo saiu ao abrir a boca forçadamente. De forma lenta, então, o sangue que recém-escorria por todos os lugares daquele que sofria, pintava-o com cuidado no corpo. ''Por favor, não..'', implorava Timor ao sentir sua alma desesperada por algum descanso. ''Eu preciso protegê-la.. a Hanna..''.

    E mais uma vez, perdia. Ele se levantava, tentava novamente, e depois de sair com novos machucados, beirando a morte, consequentemente voltava.

    Sua estrutura já estava completamente desfigurada de machucados após tantas tentativas, e impressionantemente, manteve-se erguido. O corpo estava quase que completamente curvado, pendendo, brincando entre capotar e seguir em frente. Suas pernas estavam mais dobradas por estarem quebradas que por cansaço, e mesmo assim, recusava-se abandoná-la. O homem era incapaz de deixar a pequena Hannabel, como se algo além daquele contrato o prendesse nela. Assim, quando o céu gradualmente se escurecia e tornava-se mais vermelho, a poeira levantava fortemente pelo campo que estava coberto pelo sangue de Timor, e um brando de esperança surgiu — VÁ! CORRA! Me deixe aqui.. apenas fuja para longe e procure por ajuda. — sua voz era intensa, como se sua vida dependesse daquilo, e sendo — Apenas fuja e me deixe te proteger. Irei orgulhar-te. — e por fim, baixou, calmo. Proteger, aquela palavra que o dava as forças que não tinha.

    Finalmente, estava na hora de tornar-se o monstro que era. O mais velho empurrou a albina para longe, sem que a machucasse, e em seguida, se virou para a besta furiosa. Encarou-o, mas dessa vez, não possuía apenas raiva no seu olhar. Possuía algo diferente que não havia despertado até o momento, que apenas após tantas vezes ter caído no chão, conseguiu trazer a tona. Aquilo certamente não seria o milagre que o faria vencer, mas de certa forma, uma resistência gritava — Irás arrepender-se por ter nascido, maldito! Ajoelhe-se diante do seu Deus! — exclamava poderosamente o homem com uma expressão insana, suas duas lâminas conectadas através de um ''X'' marcado no ar, e com uma puxada violenta, partiu para cima do outro, sem medo, sem temor. Atacava impiedosamente, como um animal selvagem e sem controle algum sobre suas ações. Queria provar da morte, e isso tudo, porque haviam mexido com a única pessoa que já amara na vida.

    you should be scared


    _________________
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Sex Mar 03, 2017 4:34 pm

    O que fez Hannabel ironicamente 'acordar' para seu sonho foi uma pontada aguda de dor que atravessou-lhe o corpo como milhares de agulhas enfiando-se por sua pele. Arfou alto, e percebeu que chorava baixinho, morna. Como se já estivesse conformada, mas ainda assim doía. Ergueu as mãos trêmulas até em frente ao rosto, arregalando aos olhos ao perceber o estrago e um rosando baixo saiu dos lábios clarinhos da menina, como se aquilo fosse uma das piores coisas que poderia lhe acontecer: seu corpo tremeu ainda mais, e o coração acelerado batia como se fosse ter um ataque cardíaco. Estava com medo. Estava com medo. Do que estava com medo? E quando finalmente levantou as orbes azuis safira do chão, os olhos se arregalaram e quase saíram da órbita quando perceberam não estar sozinha, e mais que isso, descobriu do que estava com medo. Teve a constatação completa do motivo quando o grunhido animalesco saiu dos lábios do monstro, que atacava sem piedade outro rapaz: rapaz o qual os ferimentos pareciam muito piores e mais dolorosos que os que tinha. Sentia as roupas coladas no corpo. Sentia várias partes da pele arderem, e sentia até pontadas que significavam que algo estava quebrado e desesperou-se ao ver que ainda assim podia se mover. Os olhos novamente foram para o corpo do moreno que lutava incessantemente, e arregalaram-se mais uma vez, um aperto forte no coração. Um aperto tão forte que pareciam segurar-lhe o órgão e apertar com tanto força que sentiu que este pararia. Mas o que mais a surpreendeu foi quando os lábios se moveram sozinhos, sem que ela realmente quisesse, ou queria, na verdade?

    Timor.! — Berrou com todas as forças que tinha, e soube naquele momento que não devia ficar ali, chorando e encolhida. Soube que aquele homem que lutava em péssimo estado, com dor e sangrando era-lhe alguém de extrema importância, e não podia deixar que ele sofresse daquela forma. Não podia ficar parada, e por isso, ergueu-se, tentando caminhar com as pernas trêmulas em direção a luta sangrenta — Timor, pare, pare, pare! — Pediu aos berros novamente, as palavras saltando sem consentimento da moça dos lábios. Chamava-o pelo nome, e quanto mais tentava alcançá-lo, mas parecia que levavam-o para longe de si. Talvez ele a estivesse afastando da batalha. Aquilo fez com que o peito da albina queimasse em raiva. Achava que ela não era suficiente?! Achava que era fraca?! E ia gritar mais uma vez quando novamente o homem a surpreendeu. 

    E foi naquele segundo que soube que ele definitivamente era algo que não poderia viver sem. 

    Segundo o qual percebeu que estava enganada. Segundo o qual percebeu que apenas estava sendo protegida de algo muito pior. E isso fez com que novamente Hannabel chorasse, agora, um choro livre e quente, carregado de coisas que sequer sabia definir naquele momento, e que não entendia. Por quê? Por quê? Perguntou-se inúmeras vezes ao vê-lo se levantar, a voz que soava dos lábios do mascarado ainda lhe causavam arrepios e borboletas no estômago, e Hannabel frustrava-se ainda mais por não entender nada. O que estava acontecendo!? Por que estava ali?! Quem era aquele?! E segurou com força os próprios cabelos, tapando as orelhas e fechando os olhos. 

    Não é real. Não é real. Não é... real... — sussurrava para si. Não via, não ouvia, mas a dor e o cheiro de ferrugem que preenchia seu nariz não a deixavam acreditar na mentira que contava a si mesma. Os olhos novamente se abriram, e os braços caíram ao lado do corpo que logo despencava, caindo de joelhos no chão enquanto um soluço sofrido irrompia dos lábios da pequena menina. E entendeu que o medo não era do monstro com o machado, era pior: estava com medo de perder o homem mascarado. E talvez fosse por isso que balançou a cabeça inúmeras vezes ao ouvir o pedido para que fugisse. Não queria. Não queria. Não podia deixá-lo só ali. Era impossível. Era incabível! Como ele podia dizer aquilo? Como ele queria poder que ela fugisse, quando ele estava ali tão machucado? — Não! Não, não e não! Eu não vou! — Gritou teimosa. E realmente ficaria ali quando de repente, uma onda de choque passou-se pelo corpo. Sentiu um desespero crescente, como se precisasse correr dali e encontrar ajuda. Talvez fosse... Talvez tivesse sido o mascarado..? Balançou a cabeça, e levantou-se num ato de coragem, e respirou fundo, secando o rosto quando gritou, autoritária e sem dá-lo chance para negar, fazendo-o prometer mudamente: — Não morra, Timor. Você está proibido. — E por fim virou-se, os fios brancos voando no ar quando de repente, e com toda a força e talvez ajuda da adrenalina, saiu correndo: havia fugido. 
    avatar
    SE.RA.PH.
    Admin

    Badges :

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por SE.RA.PH. em Sex Mar 03, 2017 6:51 pm

    Hannabel fugia até onde suas pernas conseguiam lhe levar, até que alguém tinha lhe segurado pelo pulso da mão esquerda.

    Seria o homem mascarado que estava lhe protegendo esse tempo todo? Não, ela sabia claramente que não era pois ainda conseguia ouvir o barulho do combate acontecendo lá atrás. A voz falava então em seu ouvido, era a voz de uma mulher, mas não conseguia identificar quem era.

    "Acabou. Você perdeu."

    E então aconteceu: Hannabel apenas sentiu uma pequena pontada, uma dor baixa equivalente a de alguém espetava o dedo contra a ponta de um garfo, mas o ferimento não foi nada simples.

    O braço inteiro dela foi removido.

    Talvez tenha sido tão repentino que nem mesmo o seu cérebro conseguia processar a dor real. Logo ela apenas ficava ali enquanto o sangue escorria como se fosse um chafariz, pintando aquele oceano de vermelho.

    O braço que foi arrancado era o mesmo que carregava seus selos. Logo a partir dali ela não era mais nada. Era apenas lixo.

    "Perdedores não recebem prêmio algum, ao invés disso, eles devem apenas entregar a taxa de participação: a vida dele."

    E assim aquele sonho nebuloso terminou.

    Ela não soube o que aconteceu. Se ela morreu, se o mascarado sobreviveu, ou quem foi que arrancou seu braço. Apenas tinha mais perguntas do que antes.

    Ao acordar do sono, seu corpo estava completamente normal, não sentia dor nem nada, mas outra marca daquela tatuagem tinha desaparecido.

    O que foi todo aquele sonho?
    avatar
    Louise Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    175/175  (175/175)
    MP MP:
    130/130  (130/130)
    GP GP:
    100/100  (100/100)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Louise Galloway em Sex Mar 03, 2017 7:35 pm

    Como não sabia exatamente por onde começar, mas sabia que não podia comentar isso com alguém já que Kirei tinha falado para não sair mostrando a marca, seguiu direto para a biblioteca na esperança d conseguir se conectar a um computador e conferir se aquilo era mesmo verdade. Até que em seu campo de visão uma figura familiar chamou sua atenção. Era uma das meninas que estavam na enfermaria e não parecia estar acordada. Poderia ter piorado? Nesse caso deveria acorda-la? Ou chamar alguém? Mas não tinha qualquer pessoa que pudesse ajudar. Então seguiu ela mesma até a menina e tocou seu ombro levemente para não assusta-la. ー A-Ahn... Com licença, você está bem?
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Sex Mar 03, 2017 7:39 pm

    Os olhos de Hannabel se arregalaram novamente nas órbitas. A respiração vinha em lufadas fortes e descompassadas, ofegante pela corrida. Um arrepio de pavor se passou por cada pedaço do corpo com a voz da mulher, e o corpo travou de forma que não se moveria nem se conseguisse. Estava apavorada, desesperada, e acima de tudo, preocupada. Uma raiva crescente se estabeleceu no coração da moça, ao ouvir palavras tão ultrajantes. Não havia perdido coisa nenhuma, e sabia que Timor não desobedeceria sua ordem, de alguma forma: — Isso é o que pensa. — Rosnou baixo, a tempo de sentir a dor, e a expressão de horror tomar conta dos olhos da pequena menina quando o vermelho pintou-lhe toda a visão. O rosto virou-se para trás com ódio, mas tudo que viu foi o nada. 
    - x - 

    E estava de volta a biblioteca. 
    O coração da pequena batia rápido, apesar de não ter corrido de verdade, ou de não sentir dor, ofegava, e cada parte do seu corpo parecia acesa, latejante com a sensação de estar acordada. 
    E num segundo, as grossas lágrimas começaram a cair dos olhos de Hannabel, e em seguida tornaram-se num choro sofrido e baixo, enquanto a menina dos cabelos albinos se encolhia onde estava, as mãos afundadas nos cabelos e o rosto escondido, sequer ouvia ou sentia o toque da menina em si, sequer percebia a presença da mesma até erguer os olhos, e novamente, desatar a chorar ainda mais, sem saber o que dizer, ou fazer.


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Louise Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    175/175  (175/175)
    MP MP:
    130/130  (130/130)
    GP GP:
    100/100  (100/100)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Louise Galloway em Sex Mar 03, 2017 8:28 pm

    Assim que a menina despertou e começou a se tremer e chorar, um desespero junto com um vazio no estomago fez com que a ruiva ficasse desesperada. Ela recolheu a mão e levou até a boca, olhou para os lados desesperadamente procurando por ajuda e mais uma vez se viu sozinha com a pobre albina se acabando em lagrimas. Por fim, retirando coragem de onde não sabia ter, ela voltou a toca-la com as duas mãos em seus ombros para que ela se levantasse. ー Ei, está tudo bem. Não chore, isso vai passar. ー Não sabia exatamente o motivo para ter falado aquilo ou por ainda tentar consola-la, só sabia que ver aquela cena lhe partia o coração e não podia simplesmente abandonar alguém chorando daquela forma.
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Sex Mar 03, 2017 9:05 pm

    Os dedinhos de Hannabel se agarrando a borda da blusa da moça quando sentiu o toque sobre os ombros. Ergueu o rosto, encarando-a enquanto o choro aos poucos ia se acabando e quase ficar roxa de vergonha, escondendo o rosto; — D-Desculpa. 


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Louise Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    175/175  (175/175)
    MP MP:
    130/130  (130/130)
    GP GP:
    100/100  (100/100)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Louise Galloway em Sex Mar 03, 2017 11:36 pm

    As sobrancelhas se ergueram em surpresa com o puxão na blusa, mas provavelmente o ato que mais merecia sua surpresa foi os braços se erguendo para puxa-la em um abraço. A mão direita alisava o cabelo da menina, numa forma clichê de tentar acalma-la. Por algum motivo, qual não conseguia explicar pra si mesma, ela se lembrou da cena do corredor onde acabou jogada no chão e chorando. Entendia como era acordar de um sono desesperada e sufocada, e sabia ainda mais que nada resolveria a não ser chorar até que o corpo decidisse para. Estava até mesmo sentindo os olhos arderem com a situação. ー Não precisa se desculpar. Chore o que precisar, depois que terminar vai se senitr melhor pra seguir em frente.
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Sab Mar 04, 2017 9:38 pm

    Ao sentir os braços da moça ao redor de si, toda a coragem de parar de chorar que Hannabel havia juntado esvaiu-se, fazendo com que a moça chorasse baixinho novamente, abraçando a ruiva com força. Talvez fosse estranho chorar assim para uma estranha, mas talvez, só talvez, ela entenderia. — A marca, você tem..? — Perguntou baixinho. 


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Louise Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    175/175  (175/175)
    MP MP:
    130/130  (130/130)
    GP GP:
    100/100  (100/100)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Louise Galloway em Sab Mar 04, 2017 10:15 pm

    Ao ser mencionado o simples termo seu corpo inteiro travou, parecendo virar pedra. Ela poderia nem mesmo estar se referindo a marca em sua mão, podia ser qualquer outra marca. Mas algo lhe dizia que não era assim, seria coincidência demais ou o destino brincando consigo. Então abaixou a cabeça e olhou para a garota, como poderia lhe fazer mal? E se estivessem na mesma situação? Respirou fundo e se acalmou, pensar em possibilidades não mudaria nada, precisava agir e então lidar com as consequências. Precisava ser rápida, não sabia o motivo, só sabia que precisava encontra-lo. Queria encontra-lo novamente. Então ela puxou a mão esquerda e mostrou para a albina, deixando a marca a vista. ー Esta marca? ー Sua voz estava um pouco tremula e incerta, mas com determinação o suficiente para ser ouvida.
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Sab Mar 04, 2017 10:24 pm

    Os olhos da albina se arregalaram ao perceber a marca semelhante a que tinha na mão, só que na mão da outra. E também, percebera que novamente a própria marca havia mudado. Mordeu os lábios novamente, respirando fundo e segurando a mão marcada da garota, enquanto falava baixinho. 
    Então você também sonhou, certo? — Perguntou lentamente, encarando-a com os grandes olhos azuis como o oceano — Sonhe de novo. Você precisa dormir para que ele venha. Mas, se ele aparecer, peça desculpas para ele por mim. Você precisa dormir para encontrá-lo. Você precisa salvá-lo. — E novamente as lágrimas caíam pelo rosto da pequena. 


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Louise Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    175/175  (175/175)
    MP MP:
    130/130  (130/130)
    GP GP:
    100/100  (100/100)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Louise Galloway em Sab Mar 04, 2017 11:07 pm

    Ssshh, ei, não fique assim. ー Trouxa as duas mãos ao rosto da menina para secar suas lagrimas. Não sabia exatamente do que ela estava falando, mas sua prioridade era acalma-la. ー Você precisa ser forte para dizer isso você mesma, não é? Aguente firme, você vai conseguir! ー Tentava transparecer mais animada, para que talvez contagiasse a pequena. Ao ver que estava começando a se estabilizar, deu um passo para trás para observa-la. ー Veja, estavam falando sobre uma... Guerra do Santo Graal, disseram que até mesmo tem um site para isso. Eu ia pesquisar, mas preciso falar com uma pessoa. Por que não tenta? Pode descobrir algo. Só continue tanto sem desistir!
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Sab Mar 04, 2017 11:19 pm

    Tente sonhar de novo. Essa é a chave. Ele disse, o rapaz do olho disse para deixar o sonho vir! — Falou já mais calma naquele momento, falava firmemente enquanto segurava as mãos da moça — Eu ouvi sobre a guerra. É um... Desejo? — E explicou, contando tudo que tinha ouvido para a ruiva — Durma. Enquanto eu entro no site, durma e deixe-o vir. 


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Louise Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    175/175  (175/175)
    MP MP:
    130/130  (130/130)
    GP GP:
    100/100  (100/100)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Louise Galloway em Sab Mar 04, 2017 11:38 pm

     ー Pode deixar! ー Agora possuía um sorriso nos lábios ao ver que a garota estava mais firme, se fosse o contrario não conseguiria dormir por estar preocupada. ー Eu vou para um local mais quieto. Mas tome cuidado, viu? Ao que parece Kotomine Kirei sabe de alguma coisa e ele disse que não devemos deixar a marca exposta. Se eu conseguir, te aviso! ー E assim o fez, correu para fora da biblioteca logo em seguida, pensando num lugar perfeito onde naquele horário ninguém a incomodaria.
    avatar
    Louise Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    175/175  (175/175)
    MP MP:
    130/130  (130/130)
    GP GP:
    100/100  (100/100)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Louise Galloway em Dom Mar 05, 2017 4:30 pm

    Ainda fungava quando estava adentrando a biblioteca. Os olhos vermelhos denunciavam que seu estado era tão ruim quanto o da albina, mas sua expressão carregava tanta determinação que nem mesmo parecia a garota desesperada de minutos atrás. Seu peito ainda doía, mas era uma dor completamente diferente da que sentia em sua cabeça. Queria vê-lo o mais rápido possível e ter certeza que estava bem, depois disso nada mais importaria. Esfregando os olhos por uma última vez e esticando os lábios num sorriso.

    Desculpe a demora, foi... Complicado. Mas tenho algumas coisas pra te falar. ー Como tinha pensado era impossível manter um sorriso com aquele assunto, não somente por estar afastada dele e sentir sua falta, mas porque a ideia de uma guerra lhe era absurda demais para acreditar. No entanto aquela era sua realidade. ー Pelo que fiquei sabendo nós estamos participando de uma guerra. E eu acho que é exatamente essa guerra pelo Santo Graal. ー

    Depois de se certificar que ninguém estava por perto, ela mostrou a mão esquerda, agora com um selo a menos. ー Todos que possuem essa marca devem estar participando também, tendo em vista que você e eu tivemos sonhos. E como ainda falta uma marca, acho que ainda nos resta um último.  ー Engoliu em seco a vontade de voltar a chorar, apenas a possibilidade de não poder mais vê-lo a assustava, mas precisava ser forte. Estava por conta própria e não podia depender dele para sempre.

    ー As pessoas que vimos nos nossos sonhos são os nossos servos, ou algo assim... Eu não entendi muito bem. Era uma guerra, mas as batalhas eram organizadas...? ー Levou a mão até o rosto, esfregando-o para se concentrar. Tudo aquilo parecia absurdo demais, e o fato de realmente ser verdade só piorava. ー Precisamos saber mais sobre a guerra e achar Kotomine Kirei, ou Sakura. Eles devem saber sobre isso.
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Dom Mar 05, 2017 9:39 pm

    Havia se distraído nos próprios pensamentos, de forma tão profunda que não havia sequer visto o tempo passar. Respirou fundo, passando as mãos pelo rosto e sentando numa cadeira no exato momento em que Louise adentrara a biblioteca, inclinando a cabeça e ouvindo com atenção as palavras da ruiva. Um suspiro lento e dolorido saiu dos lábios da moça quando as palavras "faltam-nos um", se referindo aos sonhos, foi proferida pela mulher, fazendo com que cada pedaço do corpo de Hannabel se tencionasse. Passou as mãos pelo rosto, mordendo os lábios — Sakura não parecia saber de nada, quando fui a biblioteca. — Falou pela primeira vez aquele tempo todo, virando-se para um dos computadores que estavam ali, ligando-o e passando a procurar alguma coisa, qualquer coisa que pudesse explicar o que estivesse acontecendo. Os dedos trabalhavam rápido. 
    O-O que sonhou..? — Perguntou sem jeito, enquanto tentava acessar o blog sobre a guerra que a ruiva falara mais cedo.  


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Louise Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    175/175  (175/175)
    MP MP:
    130/130  (130/130)
    GP GP:
    100/100  (100/100)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Louise Galloway em Seg Mar 06, 2017 12:11 am

    Apos se sentar numa cadeira ao lado da garota, apoiou os cotovelos na mesa e afundou o rosto nas mãos, pressionando os olhos para impedir a lagrimas de caírem novamente. ー Eu sonhei com o meu servo assim como você sonhou com o seu. Estávamos a caminho de uma batalha contra uma mulher... Eu não consegui identifica-la. Ele tinha perdido um braço. ー
    Quando endireitou a postura os olhos permaneceram marejados, mas sem demonstrar sinais que voltariam a transbordar. ー Alguma coisa aconteceu, ela falou algo sobre uma irmã minha... Foi tudo confuso demais, eu não me lembro de nada daquilo. Só sei que alguma coisa aqui, neste lugar. Os alunos e professores, é tudo muito estranho e perfeito demais.
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Ter Mar 07, 2017 12:48 pm

    O meu servo estava morrendo, quando sonhei com ele. — Falou baixinho, após ouvir toda a história da garota, já sentindo os olhos arderem e queimarem. — Ele estava machucado... Quase todos os ossos quebrados, e estava sangrando mais que... Mais que... — E as palavras começaram a morrer nos lábios da menina. Encarou-a com uma calma fingida — Irmã? Como é seu nome? Podemos pesquisar aqui se existem dados sobre familiares dos alunos no sistema. — Falou baixinho. 


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Mark Vaan
    Membro

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Mark Vaan em Ter Mar 07, 2017 1:02 pm

    Enquanto as duas conversavam, um homem alto entrava a sala e se sentava em uma das cadeiras. Suas roupas e seu tapa-olho eram extremamente chamativos se comparados ao resto dos alunos, mas juravam que já tinham visto ele antes.

    Sim, ele tinha carregado uma garota para a Enfermaria e depois saiu sem falar muito.

    O rapaz apenas se sentava no canto enquanto olhava para seu relógio de pulso. Sua expressão não era das melhores, era como se tivesse visto um fantasma ou algo do tipo.
    avatar
    Louise Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    175/175  (175/175)
    MP MP:
    130/130  (130/130)
    GP GP:
    100/100  (100/100)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Louise Galloway em Ter Mar 07, 2017 2:47 pm

     ー Louise Galloway... ー Aos poucos sua atenção foi redirecionada para o garoto que sentava não muito longe dali. Sua testa se enrugou de curiosidade, já que sua aparência era bem chamativa e impossível de se ignorar. Como já estava temerosa e desconfiada de tudo, ela se virou para a albina e perguntou. ー Quem é aquele? Não sei onde já o vi antes...
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Ter Mar 07, 2017 2:54 pm

    Galloway? Meu nome é Hannabel Galloway... — murmurou baixinho, tentando acessar o banco de dados da escola, até que o ruivo entrou na sala, fazendo com que a pequena erguesse os olhos da tela do computador — Ei, você levou a guria na enfermaria ainda pouco, não foi? — perguntou. 


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Mark Vaan
    Membro

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Mark Vaan em Ter Mar 07, 2017 3:08 pm

    O rapaz se surpreendia por ser aproximado pela garota e olhava para ela com um olhar de confusão, mas após ela falar ele rapidamente fazia uma ligação nos eventos passados.

    "Ah, sim, fui eu mesmo. Você estava lá na hora?"
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Hannabel Galloway em Ter Mar 07, 2017 3:15 pm

    Sim. Estava numa maca. Ela está bem? — Perguntou calmamente, encostando-se na cadeira e olhando-o de forma simpática — O que faz aqui?


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Mark Vaan
    Membro

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Mark Vaan em Ter Mar 07, 2017 3:22 pm

    Mark coçava a cabeça com o que a garota tinha visto.

    "Ah sim, que bom que está melhor, aquela enfermaria parecia bem mais lotada do que de costume. Sobre a garota que eu ajudei, eu ouvi falar que ela já esta melhor e foi para a aula. Sabe, ela se chama Jessie."

    Quando a outra perguntou sobre o que fazia ali ele deu um suspiro.

    "Sigh... eu sou um zelador, mas os lugares que eu deveria estar cuidando estão todos trancados e ninguém me passou se quer uma chave. A administração desse lugar é uma piada... agora cá estou eu fazendo nada."

    Ele olhou em volta para não fazer barulho demais, afinal, ali ainda era a biblioteca.

    "Apesar que descansar não seria algo ruim, não é mesmo?"

    Sorria para a garota.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Sala da Biblioteca

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Out 16, 2017 7:55 pm