Um Fórum de RPG baseado no jogo Fate/EXTRA CCC da TYPE-MOON


    Sala da Enfermaria

    Compartilhe
    avatar
    SE.RA.PH.
    Admin

    Badges :

    Sala da Enfermaria

    Mensagem por SE.RA.PH. em Dom Fev 14, 2016 9:30 pm

    Relembrando a primeira mensagem :

    Aqui é a sala onde você pode ser atendido pela enfermeira da Universidade, ela pode curar Servos sem nenhum custo, mas para curar Mestres é necessário doar uma certa quantia para o manuseio dos remédios.

    Na sala também possuem 3 camas no caso de que alguém esteja debilitado ou até mesmo muito cansado.

    Rotas:

    >>Interior da Universidade - Visão Geral


    NPCs Fixos: Sakura Matou
    avatar
    Alastor Moody
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    130/130  (130/130)
    MP MP:
    135/175  (135/175)
    GP GP:
    122/122  (122/122)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Alastor Moody em Dom Fev 26, 2017 5:27 am

              Pois é, estava perdido e um pouco desesperado, não havia ninguém para o atendimento, muito menos pessoas capacitadas para tal, e agora? Terá de fazer por si mesmo? É o que parece. Corria com a garota para a maca mais próxima, mas a maca mais próxima parecia longe de mais, afinal, estranhamente sentia seu corpo pesar. - Você não é inútil, só não descobriu seu potencial! - Uma mensagem de otimismo para a garota que se encontrava necessitada de ajuda. - Espera, aguenta, aguenta... Vou ter que ajuda-la eu mesmo, só coloca-la na maca.... - Apressava para fazer tal, só que não conseguia chegar a tempo, e sabendo disso, parou, deixou seu corpo cair, e sempre prevenindo-se de não machucar a garota com a queda... - Desculp-.... - Apagou...
              Quando despertou já estava la, não acreditava na cena que passava em seus olhos, o vento empurrava o gramado, as nuvens chamavam a chuva, e espirito de batalha quebrava o silêncio com o esbravejar dos nobres guerreiros que ao longe chamavam por alguém que não fazia ideia de quem era. Conforme o tempo passava, percebia que eles contemplavam a espada com os gritos, e o que levou seu olhar para a espada próximo de si, ficava olhando para ela em silêncio, se fora chamado ali, tem algum motivo, já havia acontecido coisas de mais para ser coincidência, e era esse o ponto que lhe chamava a atenção... Olhou para os demais, parecia sentir o poder vindo da espada que crescia a cada minuto com o esbravejar dos soltados... A voz chamo, se virou para olhar, estranhava, isso iria além dos limites simples, agora com certeza estava errado, agora entendia o ponto das garotas, levou a mão no bolso para alcançar o celular, mas ironicamente não estava com ele nos bolsos, e assim a outra pergunta era feita, se aproximou lentamente da espada, segurou seu cabo firmemente com uma das mãos, logo levou a outra e segurou, assim puxou a espada para a mesma sair do solo arenoso e assim ergue-la para o ar, parecia esbravejar da mesma forma que todos ali ao longe, para então responder. - Eu desejo saber o que está acontecendo, preciso disso almejar coisas maiores, pois é o mistério que me move, é o desconhecido que me apetece, e com sua ajuda, vamos fazer tudo o que bem desejarmos... Está comigo? ... Está Comigo!? Pois bem... Eu sou Alastor Moody, um nobre guerreiro que Almeja o mundo, e disso, declaro você meu aliado... - Deu uma breve para para impor ainda mais sua voz. - Você Está Comigo!? - Não sabia com o que estava lidando, porém, se a musica começou a ser tocada, vamos dançar, no final disso tudo só iremos ficar cansados não é mesmo, então que o primeiro ato se inicie!


    _________________
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Hannabel Galloway em Seg Fev 27, 2017 12:42 am

    Um suspiro de alivio saiu dos lábios da albina quando percebeu que Primrose estava apenas adormecida. Decidiu questionar o fato dela apenas ter caído adormecida no chão, se aparentemente estava bem e levantou-se num pulo quando de repente alguém irrompeu a entrada da enfermeira, e logo depois, essa pessoa e a garota em seus braços caíram no chão. Travou por alguns segundos enquanto olhava a situação de forma atônita, quando algo estalou em sua cabeça. Precisava ajudar, se não a menina engasgada morreria sem ar ali mesmo. 

    Na pressa, correu pela enfermaria, achando qualquer coisa que fosse o suficiente afiada para que pudesse atravessar a pele da garota e álcool, se aproximando velozmente e ajoelhando-se na frente da moça. Mordeu os lábios, respirando fundo quando falou com uma calma que não tinha:

    Desculpa, mas isso provavelmente vai doer e doer muito, mas você precisa aguentar. — Avisou de antemão, mas deixou o objeto cortante de lado, respirando fundo e levando as mãos até o peito da mulher, pressionando com força para tentar fazer com que ela cuspisse o objeto, procurando com os olhos algum remédio que pudesse ajudar; apenas tentaria algo mais arriscado como cortá-la em última opção.


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Arcadia
    Membro

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Arcadia em Seg Fev 27, 2017 12:53 am

    Alastor

    O garoto acabava de acordar do seu próprio sonho, ele poderia notar que a primeira marca em sua mão sumiu, restando apenas duas. Isso são coisas que ele poderia se perguntar a si mesmo do porquê aquilo estar acontecendo em sua vida de estudante, será lembranças esquecidas do passado? Nem mesmo ele pode saber. 

    Hannabel

    Dessa vez a garota conseguia cuspir a metade do objeto que estava preso em sua garganta, ela demonstrava uma expressão de dor horrenda mas aparentava estar aguentando tudo nos conformes. Esse pedaço do objeto que caiu era algo que Hannabel nunca viu em sua vida, um pedaço pequeno de pedra preta com um certo símbolo de um olho. 




    Aquilo de fato pode ser considerado macabro, um olho cujo fica mudando de forma a cada momento que passa, isso em um pequeno pedaço de pedra, o que será que teria no próximo? 
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Hannabel Galloway em Seg Fev 27, 2017 10:03 pm

    Um suspiro de alívio saiu dos lábios de Hannabel quando o objeto pulou fora da garganta da garota. Passou a mão na testa e respirou profundamente, segurando as mãos da menina, deixou com que um sorriso gentil se formasse nos lábios; — Está tudo bem agora, okay? Já saiu, já saiu. — Falou com calma, enquanto secava o rosto da moça com a manga da blusa. Pegou o objeto entre os dedos e sentiu um arrepio na espinha. Que coisa era aquela?! — Por que engoliu isso? 


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Primrose Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    145/145  (145/145)
    MP MP:
    80/130  (80/130)
    GP GP:
    97/97  (97/97)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Primrose Galloway em Qua Mar 01, 2017 1:36 pm

    Ainda sentada no chão, ela levava as mãos do meio das pernas até a cabeça, segurando-a com força, esperando que assim suas dúvidas sobre aquilo ter sido real ou não passassem logo. Relaxou todo o corpo, suspirando profundamente, enquanto encarava o teto, e, ao voltar seu olhar ao seu colo, notou a falta de um dos selos, agora ficando similar a marca de Hannabel. Aquilo tornava-se cada vez mais confuso, mais surreal e mais estranho, deixando-a ainda mais nervosa. Pegou o celular do bolso, sem sair do "confortável" lugar que estava no chão, e assim mandou uma foto de sua mão, levemente borrada, por conta da tremedeira causada pelos nervos, e um pequeno texto explicando que porra havia acontecido. E então começava a voltar, aos poucos, a realidade, agora notando a situação que acontecia com a pequena e a outra que estava engasgada, apenas olhando para não atrapalhar nada. Ficou encarando a pedra que Hannabel segurava, imaginando quem teria vontade de engolir uma coisa daquelas.


    _________________
    avatar
    Kokutou
    Staff


    Ficha do personagem
    HP HP:
    500/500  (500/500)
    MP MP:
    2300/2300  (2300/2300)
    GP GP:
    250/250  (250/250)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Kokutou em Qua Mar 01, 2017 6:06 pm

    A garota acabava dormindo imediatamente depois daquilo, ela aparentava estar bem, sua respiração e sinais vitais estavam tudo nos conformes. A outra metade em sua garganta acabou sumindo, como se fosse mágica.

    O olho funcionava como um mapa, ele estava apontando para a biblioteca, a cor do olho no momento era lilás.
    avatar
    Hannabel Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    1/1  (1/1)
    MP MP:
    1/1  (1/1)
    GP GP:
    0/0  (0/0)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Hannabel Galloway em Qua Mar 01, 2017 10:03 pm

    Os olhos de Hannabel brilharam curiosos. Num pulo, ergue-se do chão onde estava, os olhos fixos no objeto; — Coloquem ela em alguma maca. Eu volto logo. — Ordenou sem ao menos perceber que o fez, assim, saindo correndo para a biblioteca. 
    mdt; biblioteca.


    _________________
    AND SUDDENLY I SEE YOU


    avatar
    Primrose Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    145/145  (145/145)
    MP MP:
    80/130  (80/130)
    GP GP:
    97/97  (97/97)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Primrose Galloway em Qui Mar 02, 2017 2:57 pm

    Surpreendeu-se com a saída de Hannabel, mas logo mais deu de ombros. Recebeu uma resposta de Jessie, rapidamente a respondendo e se levantando, indo em direção à garota que estava ali no chão. Fez o que a pequenina havia dito, colocando-a na maca que previamente havia se sentado, cobrindo-a e deixando-a confortável. Encarava garoto ali, lembrando-se da presença dele na biblioteca. Sorriu, como uma forma de cumprimentá-lo, e logo mais saiu para se encontrar com a loira. 


    mdt; sala de aula B-5


    _________________
    avatar
    Alastor Moody
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    130/130  (130/130)
    MP MP:
    135/175  (135/175)
    GP GP:
    122/122  (122/122)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Alastor Moody em Sex Mar 03, 2017 1:49 am

              Tudo passava tão rapidamente que quando dava por si tinha acordado fazendo a barriga da garota de travesseiro, era estranho tudo acontecer dessa forma, não poderia ser coincidência, mas o fato era que deveria ajudar a garota que estava em seus braços, por isso ia se levantando calmamente com a garota em seus braços, procurava uma maca; quando achou colocou-a sobre a mesma, suspirava com a cabeça baixa, cogitava tudo o que presenciou e lembrava, até que via em sua mão algo diferente, faltava um simbolo... Pensou em algumas possibilidades e nas quais tinham mais fundamentos, até que lembrou de uma coisa, sacou seu celular e enviou para a garota de mais cedo, de alguma maneira queria avisa-la, mas logo, sua mente foi contra, sentia-se preocupado depois do envio... - "Eu fiz certo? ... Eu devia ter feito isso mesmo? O que é Certo afina?" - Pensava adequadamente, se virou apoiando sua cintura na maca, o braço esquerdo apoiou-se na barriga, o cotovelo direito na costa da mão direita e a mão esquerda no próprio queixo, fechava os olhos para pensar, afinal, se com alguns em específico estavam acontecendo isso, um motivo devia ter, afinal, nada acontece sem motivos...


    _________________
    avatar
    Alastor Moody
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    130/130  (130/130)
    MP MP:
    135/175  (135/175)
    GP GP:
    122/122  (122/122)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Alastor Moody em Sab Mar 04, 2017 11:15 pm

           Estava cogitando de mais, perdido em seus devaneios de possibilidades e filosóficos, afinal, parecia ter muito mais coisas envolvidas do que de costume, então o tempo passou até sentiu algo vibrar, era seu telefone celular, ele vibrou 3 vezes em seus bolso, até que no final despertava de seu devaneio abrindo os olhos. Pegando o aparelho, direcionou-se as mensagens e assim a leu... Ficou em silêncio durante alguns segundos, os olhos estavam fechados para pensar, até que repousou sua mão direita sobre a garota que estava deitada, alisou ali, virou seu rosto e abrindo os olhos, assim procurou uma caneta, achando uma fora até essa garota, e escreveu na mão dela:
     "Espero que me lingue
    eu te salvei
    (xx)xxxx xxxx
    Alastor"

    Deixava a caneta cair, sem se importar com ela. - Espero que esteja bem e que possamos nos encontrar novamente. - Disse a garota deitada, sua voz estava um pouco seria, queria tanto uma informação concreta sobre isso, e será que poderia confiar neles? Esperava que sim, do fundo de seu coração. Deu-lhe as costas e caminhou indo para fora da enfermaria, seu destino era a Sala de Aula.
    MDT: Visão Geral


    _________________
    avatar
    Yumi
    Membro

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Yumi em Sex Mar 10, 2017 11:14 pm

    Yumi apenas preparava os remédios, em breve essa sala seria fechada.

    "Será que eles realmente virão aqui...?"
    avatar
    Alastor Moody
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    130/130  (130/130)
    MP MP:
    135/175  (135/175)
    GP GP:
    122/122  (122/122)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Alastor Moody em Sex Mar 10, 2017 11:17 pm


    Chegava com Primrose sendo puxava, desacreditou dela estar ali, mas não mentiu, realmente chegou ali e o que precisava era de mais afirmações de que ela não estava escondendo mais nada. - Chegamos, e agora? - Faria como alguém que já se entregasse, mas se arrependeria depois de feito.


    _________________
    avatar
    Yumi
    Membro

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Yumi em Sex Mar 10, 2017 11:24 pm

    Yumi sorria ao ver que os dois ainda tinha a seguido, sorrindo novamente.

    "Obrigado por confiar em mim, eu gostaria de conversar mais sobre tudo isso... mas parece que não temos muito tempo. Eu não sei se você notou, mas... algo de estranho está acontecendo por aqui."

    Ela entrega o remédio para os dois e fica com um deles.

    "Bebam isso, é bem forte logo irá fazer efeito quase que instantaneamente. Por isso é melhor usar as macas. Estão prontos?"

    Dizia isso esperando a confirmação deles.
    avatar
    Alastor Moody
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    130/130  (130/130)
    MP MP:
    135/175  (135/175)
    GP GP:
    122/122  (122/122)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Alastor Moody em Sex Mar 10, 2017 11:31 pm

              Pegou os remédios junto de Primrose e se direcionou as macas. - Eu ainda estou chateado por seu ato, não é por isso que ainda confio em você, mas algo dentro de mim está dizendo para fazer. Espero que você não me decepcione novamente... - Dizia já semi-deitado na maca, mas de certa forma estava em um dilema que dependeria de sua ação no qual levou ele tomar aquele remédio, e assim, só saberia se teria que fazer algo de ruim contra Yumi depois disso.


    _________________
    avatar
    SE.RA.PH.
    Admin

    Badges :

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por SE.RA.PH. em Sex Mar 10, 2017 11:34 pm

    Alastor então cai em um profundo sono...
    avatar
    Servant of Pride
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    425/425  (425/425)
    MP MP:
    250/250  (250/250)
    GP GP:
    215/215  (215/215)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Servant of Pride em Sex Mar 10, 2017 11:46 pm

    Neste novo sonho, algo estava muito diferente do que havia ocorrido na ultima vez: Ao invés de haver um belo campo com ambos exércitos de cada lado, tudo que havia naquele lugar era sofrimento e tristeza: Incontáveis corpos, todos eles dilacerados e esmagados de maneiras diferentes estavam espalhados naquele campo de batalha, mas para a surpresa de Alastor, ele ainda estava diante daquela Espada ao qual a levantou uma vez e, a mesma o dizia com o tom masculino e até mesmo um pouco sombrio para a ocasião.



    Está quase na hora, Alastor . . . - Nisso o céu cinzento passava a ter uma tonalidade escarlate: Como se todo aquele sangue escorrido ao campo de batalha estivesse unindo ao céu para liberar uma terrível tempestade.- . . . Você tem duas opções: Você pode ficar aqui e se agarrar a sua frágil existência patética junto a essa montanha de corpos . . . Ou você pode me empunhar e buscar a nova Liberdade a todos aqueles que deram a vida por essa gloriosa nação . . . A escolha é sua, Alastor Moody. Mas neste momento você só deve fazer uma coisa . . . Fuja, corra, e nunca olhe para atrás ou você será pego por ''Ele''.



    Nisso, antes mesmo que Alastor pudesse fazer algo . . . Ele sentiu um calafrio: Algo incapaz de imaginar ou sequer tentar desafiar o que estava atrás dele: Talvez seria aquela uma breve personificação do que deveria evitar? Não sabia ao certo . . .




    avatar
    Primrose Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    145/145  (145/145)
    MP MP:
    80/130  (80/130)
    GP GP:
    97/97  (97/97)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Primrose Galloway em Sex Mar 10, 2017 11:53 pm

    A garota foi puxada novamente, agora pegando os remédios que Yumi lhes entregava e indo para uma das macas. Enfiou as pílulas na boca, tomando sem água mesmo, logo mais deitando e encarando o teto, tudo sem falar sequer uma palavra, nervosa.


    _________________
    avatar
    SE.RA.PH.
    Admin

    Badges :

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por SE.RA.PH. em Sex Mar 10, 2017 11:57 pm

    O sono veio rápido para Primrose, em questão de segundos ela tinha dormido...
    avatar
    SE.RA.PH.
    Admin

    Badges :

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por SE.RA.PH. em Sab Mar 11, 2017 12:11 am

    E naquele instante todos ali presentes sofrem uma forte vertigem, o suficiente para quase derrubar eles, e assim uma voz feminina ecoa pelo local.

    "Agora é o horário restrito. Atenção a todas as formas inteligentes de vida que ainda se encontram no interior desse campus. Eu lhes trago más notícias:


    A visão do mundo que vocês mantinham até agora foi destruída.
    Os preços entraram em colapso devido à inflação.
    Todos vocês e sua Guerra do Santo Graal foram vendidos.
    Agora todos vocês são inúteis."

    Para cada frase dita a voz mudava de entonação e tudo aquilo servia para criar uma sensação horrível em cada um de vocês, como se alguém enfiasse a mão dentro do seu peito e misturasse todos os seus órgãos enquanto você assistia.

    ROOT.ACESS(true):

    4e616f2072657374617261206d616973206e696e6775656d20706172612073616c76617220766f6365732e20456e74616f206475726d616d2c20657465726e616d656e746520667567696e646f206461206d6f7274652c20766976616d20656d206d65646f20657465726e616d656e74652c20657520637569646172656920646520766f63657320706172612073656d70726520617373696d20636f6d6f2063756964617265692064656c652e

    E naquele instante o mundo mudou. Algo semelhante a uma espécie de massa escura passou a sair de todas as frestas e buracos, lentamente consumindo tudo em sua volta. Vários estudantes que ainda estavam ali eram absorvidos pela massa e seus gritos de dor ecoavam pelos corredores e salas.

    CLASS.ERROR:

    4d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d204d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d204d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d204d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d204d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d204d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d204d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d204d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d204d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d204d6f727465207061726120746f646f7320717565206d6520646573616669616d

    O céu era completamente vermelho e pequenas partículas escuras que se assemelhavam com cinzas voavam apara os céus. Em breve, esse será o seu destino. Ninguém mais está seguro.

    O tempo acabou.


    E a vida de vocês também acabará em breve.


    É inútil resistir.


    Apenas aceite o seu destino.


    Imediatamente todos sentiam todos seus selos desaparecerem de suas mãos, sem restar uma única marca.
    avatar
    Chapéuzinho Vermelho
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    310/310  (310/310)
    MP MP:
    175/175  (175/175)
    GP GP:
    146/146  (146/146)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Chapéuzinho Vermelho em Sab Mar 11, 2017 12:30 am

    Primrose, então, notava-se em uma floresta branca. Uma floresta coberta por neve, aberta, com poucas árvores. Ela tentava correr até a cabana que ela conseguia ver lá longe, onde a sua vista praticamente não alcançava.


    Em um instinto, do qual ela conseguiu sentir que anteriormente já estava fugindo e sendo caçada, ela olhou para trás e viu um enorme lobo, que, a cada passo, liberava uma espécie de escuridão em toda aquela branca e enorme floresta.


    Seus movimentos eram desesperados, faziam com que seu capuz vermelho e sua cesta de rendas balançasse para lá e para cá. Seus pés praticamente não sentiam o chão, os movimentos eram rápidos e os sentidos estavam todos preocupados em resolver os pensamentos que ela tinha, constantemente, em sua mente:


    "A sombra está vindo!"




    "Preciso correr o mais rápido possível!"




    "Não posso ser morta ainda!"


    "Não quero ser apagada!"
    "Ele está chegando!"
    [size=33]"Não posso ser comida por ele!"[/size]
    [size=38]"Não quero ser absorvida!"[/size]
    [size=43]"Que isso seja um sonho, por favor!"[/size]
    [size=49]"Preciso acordar!"[/size]



    [/size]
    [size=38]"Vou olhar dentro desta cesta..."
    [/size]


    "Ela deve ter as respostas..."


    "Tanta comida, parecem tão..."






    "Falso..."



    Alguns de seus pensamentos ocorriam tão rápidos e tão seguídos que pareciam ser atropelados por outros e até mesmo que outro começava enquanto outro ainda não terminara. A esta altura, ela não sabia mais o que se tratava de sonho e o que se tratava de realidade. A única coisa que ela realmente sabia era que aqueles pensamentos significavam alguma coisa, que não valiam unicamente para o que ela estava vivenciando agora: uma corrida do caçador contra a presa.


    Assim, em um piscar de olhos, em um último olhar, ela pôde ver a enorme besta pular. Este pulo foi gigante. Toda a enorme distância que eles possuíam foi coberta por este pulo, que escureceu, reduziu toda aquela neve branca e pura em um enorme nada escuro.


    Ela fora engolida.


    Resultado de não conseguir escapar.


    Coisa que aconteceria com qualquer um...


    Mesmo se estivessem em maior número.
    avatar
    Yumi
    Membro

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Yumi em Sab Mar 11, 2017 1:08 am

    Yumi estava observando os dois dormir, parece que estavam em sono pesado quando finalmente se preparou para tomar o remédio, ela ouviu aquela voz. Seu corpo estremeceu e em instantes toda o local começou a mudar.

    Como se a própria fábrica da realidade estivesse se rompendo, eliminando tudo que ainda existia, deixou ela completamente apavorada. Seria isso que Arcadia tinha lhe avisado? Seus selos tinham desaparecido e agora era tarde demais.

    "E-eu preciso acordar esses dois!"

    Ela então rapidamente foi até as macas para acordar Primrose e Alastor.


    "Vocês dois, acordem!! Eu não sei o que está acontecendo, mas tudo está caindo aos pedaços! Rápido! Acordem!!"

    Ela sacudiu eles com tanta força que era quase impossível deles não acordarem. Ela até foi longe o suficiente para dar um remédio que anulava os efeitos do sonífero para ambos na esperança que acordassem a tempo.
    avatar
    Tomoki Miniwa
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    125/125  (125/125)
    MP MP:
    110/130  (110/130)
    GP GP:
    95/95  (95/95)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Tomoki Miniwa em Sab Mar 11, 2017 1:11 am

    [ Tomoki ]
    *Assim que o mesmo chegava na enfermaria, ele sentia sua dor de cabeça piorar, chegando ao ponto de ficar de joelhos ao chão. Tomoki ouvia vozes em sua cabeça, chegando a pensar que estava ficando louco. O mundo do mesmo desabava, tudo estava caindo na sua frente. Tomoki via suas marcas sumindo, ele estava sem elas. O mesmo logo sentia uma pontada no seu coração, era a pior sensação que ele já havia sentido. Tomoki logo levantava e olhava ao redor, Tomoki olhava para para as manchas escuras. Ele não entendia o que estava acontecendo, só estava evitando as manchas escuras ao máximo. O mesmo olhava para as outras pessoas da sala, o mesmo decidia perguntar para as pessoas o que estava acontecendo.*
    -O-O que está acontecendo? Por que está tudo caindo?!
    *Tomoki estava bem confuso e com medo, mas tentava raciocinar direito.*


    _________________
    avatar
    Primrose Galloway
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    145/145  (145/145)
    MP MP:
    80/130  (80/130)
    GP GP:
    97/97  (97/97)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Primrose Galloway em Sab Mar 11, 2017 1:27 am

    Relaxou e começava a dormir, devagar, sem antes sentir aquela forte vertigem e ouvir as palavras que ecoavam em sua mente. Estava confusa, o sonho já havia começado sem nem mesmo ter entrado em um sono mais profundo? E então seus olhos fecharam por completo, e os pensamentos e emoções cessaram. 

    Agora se encontrava, novamente, em uma floresta. Não era a mesma de antes, e agora sentia a urgência de correr, em seguida olhando para trás e se deparando com o enorme lobo correndo atrás dela. Seus pensamentos agora voltaram, e com todas as forças, pois não conseguia controlar ou se focar em apenas uma só coisa, apenas os repetia diversas vezes, pois de alguma forma sabia que eles eram importantes. Encarava a cesta, notando toda a falsidade das comidas, para assim, em questão de segundos, ser engolida. 

    Ela acordou de solavanco, ficando sentada na maca encarando um ponto fixo, por um momento ignorando todos ao redor, enquanto tentava fixar tudo que havia acontecido no sonho em sua mente, sentindo como se fosse algum tipo de aviso. Voltava a realidade, o que lhe fez ficar mais confusa e assustada, notando a entrada das massas escuras pelas frestas e buracos, agora entrando em um estado de pânico. Se levantou da maca, falando em um tom alto e bem claro, para todos ali presentes, até mesmo para aquele que havia chegado enquanto dormia. — O porque não importa, afinal já está acontecendo, mas nós precisamos sair daqui. AGORA. — ela ia em direção as gavetas da enfermeira, procurando por qualquer coisa que fosse afiada. Murmurava algumas coisas para si mesma, algumas palavras que foram ditas no sonho, tentando chegar em alguma conclusão, mas seus pensamentos estavam tão embolados que era difícil escolher apenas alguma coisa, ou formulá-los de uma maneira clara. — ... Nós vamos correr. E correr. E fugir dessa merda escura. Sem olhar para tr- e aí, enquanto procurava por alguma coisa, qualquer coisa para se defender, notou que os selos de sua mão haviam sumido. Ela paralisou. Claro, esperava que algo acontecesse, mas não que perdesse todos de uma só vez, tentando entender que porra estava acontecendo, se contradizendo. Sua respiração começava a ficar mais pesada, e agora tudo que pedia era para que isso ainda fosse parte daquele sonho.


    _________________
    avatar
    Alastor Moody
    Membro


    Ficha do personagem
    HP HP:
    130/130  (130/130)
    MP MP:
    135/175  (135/175)
    GP GP:
    122/122  (122/122)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Alastor Moody em Sab Mar 11, 2017 2:25 am

              Mais do que esperado, voltando a dormir era capaz de perceber o que acontecia, estava de frente para a espada novamente, olhava fixadamente para ela enquanto exclamava. - Então você não estava mentindo... - Dava uma leve risada. - E você é um caso especial, agora sim confio em ti. - Palavras que só para ele faria sentido, até que a voz novamente soou vindo da espada, olhou em volta vendo aquele estado do cenário, era amedrontador, no que diabos aquilo se transformou? Pelo visto, a cada sonho, mais próximo da morte estaria...  Não sentia o cheio fétido e putrefato dos corpos, talvez fosse a distância, mas ainda sim teria que analisar certas questões, ainda estava em um sonho, este no qual ainda tinha o mesmo esquema: guerra, guerreiros, morte e um vitorioso... "Eu fiz isso tudo?" Pensou até a voz continuar falando...

              Correr? Fugir? Então era mais do que uma simples batalha... Frágil existência eu? Sim, sou um humano, e mesmo com uma espada eu devo fugir... "Ele" é tão grande para eu enfrentar? Porque desistir agora? Yumi tinha cereza no que falava, ela precisava de uma retratação, e era esse o ponto no qual não devia negar nem para si mesmo. Levando a mão na espada, sentiu o calafrio, respirava um pouco pesado, era muito grande para si, sim, sou frágil, não devo ficar aqui, devo correr, sobreviver, esquecer tudo e continuar com vida... Sentia algo atrás de si, era maior do que qualquer coisa que já sentiu, um fino sorriso se formou em seu rosto, respirava rápido algumas vezes com a boca para tomar folego, e moveu sua mão para tirar a espada do chão. - Eu escolho viver! - Disse com a convicção de um nobre guerreiro, com toda a confiança que tinha saiu correndo sem olhar para trás, talvez este fosse seu verdadeiro desejo, já que, esperar e olhar para ver o que fosse, o seu fim...

      . . . 

              Olha, diante de todas as sensações, tanto quanto a vertigem, dores, náuseas e o que mais fosse, talvez sentir não fosse o mais desejado que o acordar, porém antes mesmo que pudesse mudar seu real sentimento, Alastor foi acordado a força.... "Acordem!" Fazia-o quase que pular da maca, antes mesmo de receber o remédio que retrocedia o efeito do sonífero, mas ainda sim estava atordoado, todos estavam inquietos, falavam de mais, ainda estava piscando algumas vezes para se situar no mundo dos acordados, olhava fixamente para todos até notar o que acontecia no cenário. - M-mas o que!? - Levantou-se para ficar em pé na maca, sem contar que tinha mais alguém ali... A sim... o rapaz que quase espancou na biblioteca, o que ele está fazendo ali? Espera, não é hora de pensar nisso, precisa arrumar um jeito de sair dali. - Façam o que Rose disse. Saiam todos, corram por suas vidas, corram como se não houvesse amanhã! - De alguma forma o sonho parecia ter algum vínculo com o que acontecia naquele momento, a escuridão, a cor de tudo, como estava, realmente, o mundo parecia estar acabando, quem é o criador dessa guerra, Arcadia tinha alguma coisa haver com isso? Ele criou isso? Devíamos procura-lo para ele acabar com tudo isso? Ele realmente saberia acabar com isso... Bem, era muitas perguntas para se fazer e muito poucas respostas, então tinha que fazer algo...

              Pulava de cima da maca ao chão, tentava segurar Yumi pela barriga a levantando do chão. - Rose, esqueça isso, vamos sair daqui, não devemos perder tempo, apenas corra, e não olhe para trás em hipótese alguma, apenas CORRA! - Era como seu sonho dizia, e não teve tempo a perder, assim corria com ela em seu braço, passava por Tomoki e fazia o mesmo, pegava-o com seu braço livre, porém não deu nem 5 passos direito e parou colocando-os no chão e ofegante. - Não sou um atleta, vocês podem usar suas próprias pernas, e esperando que eles corressem, apenas se virou para gritar. - VAMOS ROSE! - Esperou que aquele não fosse seu fim, e que Primrose pudesse responde-lo para poderem ir embora, e assim se salvarem, Almejava.


    Última edição por Alastor Moody em Sab Mar 11, 2017 2:47 am, editado 1 vez(es)


    _________________
    avatar
    Kokutou
    Staff


    Ficha do personagem
    HP HP:
    500/500  (500/500)
    MP MP:
    2300/2300  (2300/2300)
    GP GP:
    250/250  (250/250)

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Kokutou em Sab Mar 11, 2017 2:43 am

    Tudo estava tão sombrio que parecia um cenário pornográfico em filmes de terror, os chãos estavam começando a tremer como se estivesse acontecendo um terremoto, as paredes tremiam tanto que pareciam que iriam cair com total facilidade. 

    Crianças, o psicológico de vocês se encontra em um estado tão quebrado, que tal a gente... Brincar? 

    Sombras, era somente isso, diversas sombras circulavam todas as garotas naquele lugar, elas não tinham aparência específica e sim somente traços de sombras correndo pelos arredores. Naquele momento diversos braços surgiam no chão de cada uma naquele local, todos eles agarravam imediatamente o braço direito de todas as garotas, sem que todas tivessem chance de escapatória. 

    Gostaria de saber o quão aguentam correr, se divirtam! 

    Elas poderiam perceber que a luz daquele local que tinha desaparecido foi ligada, mas todavia todas as saídas do local foram trancadas em imediato, até que ocorreu uma coisa que levaria todas elas no cúmulo do desespero, o ponto máximo do medo. 

    Tic Tac... 

    Todos os braços que agarravam os braços direitos das pessoas pareciam ficar mais fortes, dessa vez o aperto era tão forte que literalmente os braços explodiam, eles eram amassados até o cúmulo sem sombrar nem mesmo resto de ossos. 

    Eu ofereço a vocês uma resistência, achem uma forma de sair do local, mesmo com os braços sangrando todos vocês conseguirão se mover normalmente, a questão é que a dor é DUPLICADA! 

    Os tremores aumentavam totalmente, o sangue escorria bastante, fazendo com que muita quantidade do mesmo caia sobre o chão a cada passo que elas davam. Não tinha nenhum material para que elas pudessem ''parar'' o sangue.

    Tudo restava apenas em três coisas
    Medo
    Muita Dor
    Desespero Psicológico 


    Conteúdo patrocinado

    Re: Sala da Enfermaria

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Dez 14, 2017 2:14 am